Por que ficamos mais ansiosos durante a pandemia?

Depois de ver um pouco sobre ansiedade e pandemia, que tal pensarmos sobre as possíveis causas de tantas aflições e o aparecimento de sintomas ansiosos neste período?


Existem alguns possíveis motivos, vamos fazer uma lista?


O primeiro seria o fato de sermos obrigados a ficar em casa.


Grande parte da população mundial está acostumado a sair de casa todos os dias, seja para trabalhar, ter seu tempo de lazer, visitar os amigos ou qualquer outro motivo. O ser humano, de maneira geral, detesta amarras e restrições, por isso o "encarceramento" forçado tem grande impacto emocional em todos. É como se fossemos impedidos de sermos nós mesmos.


O segundo motivo seriam as restrições de contato físico e a imposição do contato restrito aos familiares da mesma residência.


Alguns relacionamentos familiares não são saudáveis, sendo extremamente exigentes e com poucas aberturas para partilha, chegando a serem tóxicos. Isso torna a falta de contato externo ainda mais impactante porque, diversas vezes, o abraço de um amigo era o porto seguro que não se encontrava dentro de casa.


Além disso, podemos citar o aumento do tempo de contato com os filhos pequenos. Não que isso seja um problema, não é. Mas dessa forma aumentaram também as exigências sociais e auto exigências sobre "tomar conta" e ensinar academicamente (um papel realizado pela escola) adequadamente essas crianças.


Outro possível motivo seria o "tempo livre em excesso " para se auto perceber.


Na correria do dia a dia, não costumamos parar para analisar realmente o que sentimos, pensamos, ou até como nos comportamos. Alguns padrões de resposta são ditas no modo automático, por exemplo : "estou bem, só estou na correria, muito trabalho para fazer".


Muitas vezes, não estamos bem, mas estamos tão ocupados que não "temos tempo" para entender o que se passa conosco, ou para explicar ao outro o que se passa de verdade. A pandemia e a necessidade de pausa permitiu que entrássemos em contato com nosso verdadeiro eu, aquele que tentamos esconder dos outros na maioria do tempo. E essa tarefa, por mais dolorida que fosse, precisava ter sido realizada há muito tempo.


Mais um motivo que tem tirado muitas pessoas dos eixos são os novos padrões de limpeza impostos aos cidadãos. A preocupação com a descontaminação de mãos, objetos, superfícies, o uso de máscara e álcool gel.


E para fechar nossa lista por agora, podemos falar sobre aqueles que já enfrentavam diariamente os desafios de ter algum problema de saúde, seja física ou mental. Esses indivíduos, durante a pandemia, ficaram extremamente vulneráveis e por vezes expostos a seus gatilhos.


A lista de mudanças foi extensa: afastamento social, recolhimento ao lar, excesso de cobrança social e auto cobrança por perfeição, tempo livre em excesso ou sobrecarga de trabalho, perda de emprego, sonhos adiados, perda de entes queridos, novos padrões de higiene, medo de ser infectado ou disseminar o vírus. Foram tantas mudanças, em um período tão curto de tempo, que aumentaram nossos eventos estressores diários, facilitando o aparecimento e a descoberta de transtornos mentais, principalmente ansiosos e depressivos. Além de novas possibilidades de gatilho para quem já convive com um.


Então vamos refletir um pouquinho...

Se eu te falasse, há 3 anos, que nos próximos anos, viveríamos tudo isso, você acreditaria? É, provavelmente não.

Isso nos mostra que estamos vivendo fora de qualquer padrão esperado. Não temos lembranças de ter vivido algo assim anteriormente. Por isso, tente não se cobrar demais quando enfrentar algum desses desafios!


Essa experiência é totalmente nova para nós.


Que possamos dar um passo de cada vez, vivendo um dia de cada vez, porque, por menor que ele seja, ainda é um passo!


E se sentir que não consegue lidar com tudo o que está acontecendo, seja por causa da pandemia ou não, busque ajuda! Digo e repito: buscar ajuda não te faz pior ou mais fraco do que ninguém. Só mostra o quanto se preocupa consigo mesmo.



*PS: Estou fazendo uma coleta de dados e gostaria muito de saber sua opinião:


Você sente sintomas ansiosos atualmente que não sentia antes da pandemia? Quais desses motivos foram os prováveis estopins para você?


Deixe sua opinião nos comentários ou, se preferir, pode me mandar no direct do instagram @psicologajuliaribeiro, Muito obrigada!


#psicologiaclinica #saudementalnapandemia #ansiedadeepandemia #TCC #psicologajuliaribeiro

73 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo